Links Úteis
 
 
 
 
 
 
Estudantes de federais de ensino do RJ fazem protesto contra corte de verbas
Data: 06/05/2019

Alunos, pais e professores de colégios federais do Rio de Janeiro realizaram, na manhã desta segunda-feira (6), um protesto em frente ao Colégio Militar do Rio, onde o presidente Jair Bolsonaro participou de solenidade de comemoração pelos 130 anos da instituição.

Na semana passada, o Ministério da Educação (MEC) anunciou o corte de verba de 30% das universidades e institutos federais. Entre eles, o Colégio Pedro II, um dos mais tradicionais da cidade, com 13 mil alunos.

Participam do ato estudantes do Colégio Pedro III, do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia (IFRJ), do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet-RJ), da Fundação Osório e do Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (CAp-UFRJ).

Em um comunicado divulgado na última quinta (2), diretores do Colégio Pedro II disseram que o corte de 36,37% é tão grande que terá "implicações devastadoras" e "consequências para a manutenção" da instituição.

Segundo a nota, a redução feita pelo governo federal é de 36,37% do orçamento de R$ 51 milhões. O corte foi informado na tarde de quinta aos diretores do Colégio.

Com isso, o estabelecimento vai perder mais de R$ 18 milhões para o custeio das unidades. No Rio de Janeiro, são oito campus, que atendem alunos da educação infantil ao Ensino Médio.

A professora de sociologia Janecleide Aguiar, do Colégio Pedro II de São Cristóvão, afirma que, como servidora, apoia o momento estudantil contra o corte de verba na educação. "Como professora de sociologia, a gente tenta pensar essa realidade social. A gente não faz doutrinação na escola. A gente traz um debate importante com embasamento teórico, discutindo questões estruturais na sociedade”, garantiu.

Na solenidade de comemoração do Colégio Militar do Rio, Bolsonaro voltou a defender a construção de colégios militares e disse que a meta do atual governo é implantar um em cada capital do país.

“O que tira um homem ou mulher de uma situação difícil em que se encontre é o conhecimento. Queremos mais crianças e jovens estudando nesses bancos escolares. Respeito, disciplina e amor à pátria são fundamentos importantes desses colégios”, afirmou.

Fonte: Fernanda Rouvenat / G1

Fonte: G1 e Agência Brasil
Compartilhe com seus amigos:
Twittar Compartilhar
 
Comentários
 
Deixe seu comentário aqui:
 
Nome: 
Email (não será divulgado): 
Comentário (sujeito a moderação): 

Av. General Rodrigo Otávio, 3000, Campus Universitário, Coroado.
CEP 69080-005 Manaus, AM. Fone/Fax (92) 98138-2677.
E-mail: aduasindicato@gmail.com [Ver Mapa de Localização]