Links Úteis
 
 
 
 
 
 
ADUA-SS lança campanha contra assédio nas unidades da Ufam no interior
Data: 06/11/2018

Depois do lançamento em Manaus, no dia 31 de outubro, a Seção Sindical dos Docentes da Universidade Federal do Amazonas (ADUA-SS) estende a campanha "Não é Não – ADUA contra toda forma de assédio" às unidades acadêmicas de fora da sede da Ufam, onde as peças da iniciativa serão apresentadas nesta semana.

No Instituto de Saúde e Biotecnologia (ISB), em Coari, a campanha será lançada nesta quarta-feira (7), durante o encontro dos docentes, marcado para as 18h, na sala de reuniões da unidade acadêmica. A pauta da reunião inclui ainda “análise de conjuntura sobre o desmembramento das unidades do interior da Ufam”.

Já no Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente (IEAA), unidade acadêmica da Ufam em Humaitá, o lançamento ocorrerá nesta quinta-feira (8), dentro da programação da Semana de Pedagogia, como compromisso da entidade com a intensificação do debate sobre assédio nos espaços da instituição de ensino superior.

A campanha também chega à Faculdade de Psicologia (Fapsi), no Campus Universitário, nesta quarta-feira (07), durante a reunião do Conselho Diretor (Condir), às 14h30.

“Entendemos o assédio como uma violência, expressão das relações de exploração-opressão da sociedade patriarcal-racista-capitalista. Os sindicatos têm um papel importante na sua desnaturalização. Apesar da resistência histórica em tratar a questão, oriunda do próprio heterossexismo e do racismo presente na sociedade, nossos sindicatos veem nos últimos anos buscando enfrentar o debate, tirando o ‘véu’ que envolve o tema e problematizando os seus fundamentos”, afirmou a 2ª vice-presidente da ADUA-SS, Milena Barroso, docente da Ufam em Parintins.

Campanha

Destinada aos três segmentos que compõem a Ufam – docentes, técnico-administrativos e discentes – a campanha busca por meio de cartazes e camisas com abordagem direta e crítica desnaturalizar a prática do assédio que se expressa tantas vezes em LGBTfobia, misoginia, sexismo, machismo e racismo no ambiente acadêmico. Além disso, a atividade almeja incentivar a formalização de denúncias por meio do Ligue 180, disque-denúncia criado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República e que possibilita o envio de denúncias para a Segurança Pública e o Ministério Público de cada Estado.

Na primeira fase da campanha serão distribuídos, às unidades acadêmicas kits com cartazes contendo frases como: “Formação acadêmica não é passe livre para assédio”, “Não é não! Assédio não é paquera”, “Não seja cúmplice. Apoie a vítima”, “Feio é o seu preconceito. Assédio contra transexuais e travestis é crime!”.

Destinada ao combate desta violência na universidade, a ação terá caráter contínuo e desenvolvimento de atos periódicos, além de ser uma das bandeiras encampadas pela atual diretoria do sindicato.

Fonte: ADUA-SS

Saiba mais:

Compartilhe com seus amigos:
Twittar Compartilhar
 
Comentários
 
Deixe seu comentário aqui:
 
Nome: 
Email (não será divulgado): 
Comentário (sujeito a moderação): 

Av. General Rodrigo Otávio, 3000, Campus Universitário, Coroado.
CEP 69080-005 Manaus, AM. Fone/Fax (92) 98138-2677.
E-mail: aduasindicato@gmail.com [Ver Mapa de Localização]