Whatsapp

Viva Melhor


   




Comunidade acadêmica da Ufam participa da Greve Nacional da Educação



Data: 01/10/2019

Para fazer frente ao desgoverno de Bolsonaro, os/As docentes da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) irão participar da Greve Geral da Educação de 48 horas nos dias 2 e 3 de outubro. No Amazonas, o ato de caráter nacional contará com atividades nos campi da capital e das unidades fora da sede.

A manifestação conjunta levará para as ruas professores, professoras, estudantes e técnicos em Educação contra todos os ataques do governo federal à área como os cortes nos orçamentos das Instituições Federais de Ensino (Ifes), de bolsas de pesquisas e a tentativa de mercantilização da universidade pública com a aplicação do projeto "Future-se", que já foi rejeitado por 34 das 63 universidades brasileiras, entre elas a Ufam.

Programação

No campus da Ufam de Manaus, no dia 2, das 7h às 9h, está prevista uma panfletagem no Bosque da Resistência (em frente à Ufam). Às 9h, no Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais (IFCHS) será realizada uma Assembleia Comunitária para debater a Situação da Universidade Pública, e às 18h ocorre o festival "Aqui Se Respira Luta" com as bandas Casa de Caba, Pacato Plutão, Alaídenegão e Gramophone, no estacionamento do IFCHS. No dia seguinte (3), a programação inclui mobilização no Bosque da Resistência, às 7h e Assembleia dos Técnicos-Administrativos em Educação, às 9h.

No Instituto Educação, Agricultura e Meio Ambiente (IEAA), em Humaitá, na manhã do dia 2, as professoras e os professores realizarão um Plenário Ampliado com o tema “Por que estamos em greve?”. No período da tarde ocorrerá o debate “Para onde caminha a universidade pública?”, para tratar sobre o projeto "Future-se", do Ministério da Educação (MEC). O encerramento será feito com uma atividade cultural. No dia 3, pela manhã, será realizado o Café da Manhã Político e, no período da tarde, uma apresentação sobre os cortes do governo a bolsas de pesquisa e projetos.

No Instituto Ciências Exatas e Tecnologia de Itacoatiara (ICET) às 11h ocorrerá panfletagem e mobilização nas salas de aula. De 11h às 13h será realizada uma roda de conversa e música na área de convivência. Das 14h às 17h, os/as docentes farão panfletagem e mobilização. De 17h, às 20h, está prevista a atividade cultural. No dia 3, ocorrerá a mesa redonda "Educação, o que eu tenho a ver com isso?” das 11h às 13h e das 17h às 19h. A programação será finalizada com atividade cultural.

No Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia (ICSEZ), em Parintins, no dia 2, ocorre a atividade "Análise da conjuntura e o futuro da educação pública no Brasil". No dia seguinte, serão realizados: tour pela universidade (8h-9h); feira de artesanatos (8h-17h); oficina de dança (9h-11h); jogos e brincadeiras (14h); mesa redonda /debate sobre os Impactos do programa "Future-se" na Universidade pública (15h-18h); teatro/místicas (18h-20h) e exibição do filme Que horas ela volta (cinema) (20h-22h). A programação é do Movimento Estudantil do ICSEZ e tem o apoio da ADUA.

Em Benjamin Constant, no Instituto Natureza e Cultura da Universidade do Estado do Amazonas (INC/Ufam), a programação do dia 2 inclui: 8h30 às 10h30 e 14h às 16h, plenária "Situação das IFEs no cenário atual (motivos da paralisação)"; 10h30 às 12h e 16h às 18h, roda de conversa (relato de experiência do professor Widney de Lima). No dia 3 estão previstas as seguintes atividades: 8h às 10h, Café da manhã político "Mexe com a gente não!"; 10h às 12h, roda de conversas com o diretor do INC e  14h às 17h, momento cultural e político.

Fonte:
ADUA-SSind.


Galeria de Fotos
 




energia solar manaus

Manaus/Amazonas

energia verde

CENTRAL DE ATENDIMENTO:


aduasindicato@gmail.com

ADUA DIGITAL