Whatsapp

Viva Melhor


   



 

Comprometida com a intensificação do debate e da luta contra o assédio nas Instituições de Ensino Superior (IES), ADUA apresentou à comunidade acadêmica, no dia 31 de outubro de 2018, a campanha "Não é Não! ADUA contra toda forma de assédio", direcionada ao combate de todas as formas de violência na universidade. A campanha foi uma das bandeiras encampadas pela diretoria do sindicato (2018-2020) ao longo dos anos de sua gestão.

 

 

A campanha da ADUA soma forças às atividades desenvolvidas pelo Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN), por meio do Grupo de Trabalho de Políticas de Classe, Questões Étnico-Raciais, Gênero e Diversidade Sexual (GTPCEGDS) que vem desenvolvendo as atividades aprovadas nos Congressos e Conads.

 

 

A campanha "Não é não!" tem o objetivo de envolver docentes, técnicos-administrativos em educação e discentes da Ufam e busca combater a prática de assédio que se expressa em LGBTfobia, machismo, misoginia, sexismo e racismo na Universidade. A ação tem, ainda, o compromisso direto com o incentivo à formalização de denúncias pelo Ligue 180, disque-denúncia que possibilita o registro de casos junto aos órgãos de Segurança Pública e ao Ministério Público do Estado.

 

 

O assédio é uma forma de violência, expressão das relações de exploração da sociedade patriarcal-racista-capitalista. A ADUA-SS, como entidade representativa da categoria docente, tem um papel social no seu combate e no estímulo de práticas sadias de convivência. Apesar da resistência histõrica no trato da questão, oriunda do próprio heterissexismo e do racismo presente na sociedade, a Seção Sindical e o ANDES-SN vêm, nos últimos anos, tentando tirar o "véu" que envolve o tema problematizando os seus fundamentos.

 

A Diretoria da ADUA-SS

Manaus, 31 de outubro de 2018

 



Galeria de Fotos
 




energia solar manaus

Manaus/Amazonas

energia verde

CENTRAL DE ATENDIMENTO:


aduasindicato@gmail.com

ADUA DIGITAL