Av. General Rodrigo Otávio, 3000, Campus Universitário UFAM - Coroado

Whatsapp +55 92  98138-2677
+55 92  98138-2677


Viva Melhor


   




Residências da USP são pichadas com inscrições nazistas, xenofóbicas, misóginas e homofóbicas



Data: 25/10/2018

Do último dia 16 para o dia 17, os apartamentos do Conjunto Residencial da Universidade de São Paulo (Crusp), na Cidade Universitária do Butantã, foram pichados com inscrições de cunho xenofóbico, misógino e homofóbico. Os moradores fotografaram as pichações e as apagaram, reportando o caso à Associação de Moradores (Amorcrusp). Cinco apartamentos estavam com pichações com a cruz suástica, símbolo do nazismo, na porta, e um deles com a inscrição “Volta p/ Bolívia”.

A Amorcrusp suspeita que o autor, autora ou autores sejam moradores, por conta das referências diretas aos residentes dos apartamentos que foram alvo das pichações. A associação solicitou providências à Superintendência de Assistência Social (SAS, ex-Coseas), responsável pelas moradias.

“Acordar com uma suástica na porta do teu vizinho certamente tem a ver com o momento que o Brasil está passando, e isso não é normal”, diz a Amorcrusp, em nota oficial sobre o episódio, que reflete, no entendimento da associação, “uma onda apolítica, vazia, sem conversa ou debate, algo que paira no ar perigosamente, pois beira o nazi-fascismo e sua consequência é, como em qualquer reinvindicação de símbolos totalitários, a violência”.

Ainda segundo a nota, “Goebbels, ministro e um dos estrategistas de Adolf Hitler, dizia que uma mentira contada cem vezes passa a ser uma verdade. Modernamente, é o que vemos com as fake news espalhadas por WhatsApp e robôs seguidores, reencaminhando e dando audiência em grande escala às notícias falsas. Portanto, há uma ideia por trás do símbolo e um momento onde essa ideia se realiza”.

A Amorcrusp lembra que “distribuir ou veicular símbolos para fins de divulgação do nazismo é crime (Lei 7.716/89) que pode levar até cinco anos de reclusão e multa”. Assim, conclui, “é fundamental nos organizarmos para que esse tipo de retrocesso civilizacional — mediado por símbolos que enaltecem a discriminação e a violência — não torne a acontecer”.

A assessoria de imprensa da reitoria da USP informou que “o caso está sendo apurado para a identificação dos autores e serão adotadas as medidas cabíveis”: “Esse tipo de comportamento não pode ser tolerado, muito menos admitido em um ambiente universitário. A reitoria tomará todas as medidas cabíveis para que essas atitudes não se repitam”.

O reitor solicita à comunidade universitária, ainda, que “continue mantendo o ambiente saudável e rico dos debates eleitorais e não aceite provocações de grupos radicais, que, por não terem argumentos para discussões, apelam para a violência”.

Fonte: ANDES-SN



Galeria de Fotos
 




energia solar manaus

Manaus/Amazonas
Av. General Rodrigo Otávio, 3000, Campus Universitário UFAM - Coroado

energia verde

CENTRAL DE ATENDIMENTO:
+55 92  98138-2677
+55 92  98138-2677
aduasindicato@gmail.com

ADUA DIGITAL