Av. General Rodrigo Otávio, 3000, Campus Universitário UFAM - Coroado

Whatsapp +55 92  98138-2677
+55 92  98138-2677


Viva Melhor


   


  04/12/2019



Governo quer desobrigar empresas a cumprirem cotas para trabalhador com deficiência



 

 

O governo Bolsonaro encaminhou, na terça-feira (03), ao Congresso, um projeto de lei (PL) em que as empresas que não cumprirem o limite de cotas para contratação de profissionais com deficiência ou reabilitadas possam substituir essa exigência pelo pagamento de uma “multa” no valor correspondente a dois salários mínimos.Uma reunião foi realizada na Câmara dos Deputados para definir estratégias para barrar o avanço do projeto.


A vice-presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Idosos (AMPID), Maria Aparecida Gurgel, declarou que o PL é gravíssimo. “Todo o projeto de lei é grave para as pessoas com deficiência, ele desconfigura toda a ação afirmativa que é a reserva de cargos”, afirmou.


O projeto traz, ainda, outras mudanças em relação às cotas. A contratação de um funcionário com alguma deficiência grave, por exemplo, terá valor dobrado no preenchimento de cotas em relação a um contratado com deficiência comum.

 

Mesmo o Brasil possuindo 24% da população com deficiência, o governo quer dificultar a vida do trabalhador brasileiro com deficiência. De acordo com órgãos de proteção a esse segmento da sociedade, a ação viola a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, na qual o Brasil é signatário. A política de cotas de pessoas com deficiência possibilitou um aumento nas contratações de 418 mil para 486 mil de 2016 a 2018. Tal projeto simboliza o retrocesso que o governo Bolsonaro está tentando programar.


Fonte: CSP-Conlutas com edição da ADUA-SSind



Galeria de Fotos
 

 

COMENTÁRIO:


NOME:


E-MAIL:

 






energia solar manaus

Manaus/Amazonas
Av. General Rodrigo Otávio, 3000, Campus Universitário UFAM - Coroado

energia verde

CENTRAL DE ATENDIMENTO:
+55 92  98138-2677
+55 92  98138-2677
aduasindicato@gmail.com

ADUA DIGITAL