Av. Rodrigo Otávio Jordão Ramos, 6.200, Campus Universitário da UFAM, Setor Sul, bairro Coroado - CEP 69077-900 - Manaus/Amazonas

Whatsapp +55 92  98138-2677
+55 92 4104-0031


Viva Melhor


   


  26/05/2022


Mobilização dos e das SPFs por reajuste salarial tem atos marcados para 31 de maio e 1 de junho



 

Para fortalecer a Campanha Salarial Unificada 2022 das servidoras públicas e dos servidores públicos federais (SPFs), o ANDES-SN e suas seções sindicais participarão do Dia Nacional de Luta no dia 31 de maio, e de ato público no dia 1º de junho, em frente ao Ministério da Economia, em Brasília (DF).  A mobilização é convocada pelos Fóruns das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) e  Nacional Permanente de Carreiras Típicas do Estado (Fonacate). 

 

O objetivo das manifestações é unir forças e manter a pressão para que o governo federal abra negociação para reajuste salarial emergencial de 19,99%. Os e As trabalhadores(as) reivindicarão também a revogação da Emenda Constitucional (EC) 95/16 - do Teto dos Gastos - e o arquivamento da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/20, da Reforma Administrativa.

 

Programação

 

31 de maio

 

9h (horário de Brasília): concentração no Espaço do Servidor, na Esplanada dos Ministérios.

 

10h (horário de Brasília): marcha até o Ministério da Economia, no Bloco P, e depois em direção ao Supremo Tribunal Federal (STF), em conjunto com as servidoras e os servidores da Justiça.

 

14h (horário de Brasília): Audiência Pública em defesa do serviço público, no Auditório Nereu Ramos, da Câmara dos Deputados.

 

1º de junho

 

Vigília em frente ao Ministério da Economia.                

 

 

Mobilização 

 

Desde o início do ano, as entidades que atuam em defesa do funcionalismo público realizam atividades em defesa da reposição salarial emergencial para a categoria. No dia 18 de janeiro, foi protocolado, no Ministério da Economia, um documento com foco em três principais pautas, sendo: o reajuste emergencial de 19,99%, referente às perdas inflacionárias desde 2018, a Revogação da Emenda Constitucional (EC) 95/16 e a derrubada da Reforma Administrativa.

 

As mobilizações têm se intensificado na capital federal e nos estados, com paralisações, atos públicos, agitação virtual nas redes sociais e greve já deflagradas por algumas categorias, entre elas do Banco Central e do Ministério do Trabalho e Previdência, que mantêm a paralisação. Já o INSS suspendeu a greve de 62 dias após conquistar avanços na pauta do acordo coletivo, mas se mantém mobilizados.   

 

No setor da Educação, o Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe) anunciou, no dia 17 de maio, o fortalecimento do movimento paredista, com greves deflagradas em algumas instituições que compõem o sindicato. Já os professores e professoras da Universidade Federal do Pará (UFPA) têm deflagração de greve prevista para 6 de junho, segundo informações da Associação dos Docentes (Adufpa).

 

Fontes: ADUA com informações do ANDES-SN, CSP-Conlutas, Sinasefe, Adufpa e Fonasefe



Galeria de Fotos
 

 

COMENTÁRIO:


NOME:


E-MAIL:

 






energia solar manaus

Manaus/Amazonas
Av. Rodrigo Otávio Jordão Ramos, 6.200, Campus Universitário da UFAM, Setor Sul, bairro Coroado - CEP 69077-900 - Manaus/Amazonas

energia verde

CENTRAL DE ATENDIMENTO:
+55 92 4104-0031
+55 92  98138-2677
aduasindicato@gmail.com

ADUA DIGITAL