Av. Rodrigo Otávio Jordão Ramos, 6.200, Campus Universitário da UFAM, Setor Sul Coroado - CEP 69080-900 - Manaus/Amazonas

Whatsapp +55 92  98138-2677
+55 92 4104-0031


Viva Melhor


   


  02/03/2022


Docentes das Ifes públicas aderem à construção da greve geral do funcionalismo público



 

Intensificar a luta pelo reajuste salarial com a construção da greve unificada dos(as) Servidores(as) Públicos(as) Federais (SPF) foi o principal encaminhamento da reunião do Setor das Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) do ANDES-SN, ocorrida no dia 22 de fevereiro. Além da campanha salarial de 2022, os e as participantes dialogaram sobre a retomada das atividades presenciais e as condições sanitárias.

 

A atividade reuniu docentes das universidades, institutos e Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets), com representação de 41 seções sindicais.

 

Os e As docentes apontaram a importância da construção da greve unificada e a manutenção do calendário de mobilização como forma de pressionar o governo federal. Um dos encaminhamentos da reunião foi a possibilidade de deflagração de uma greve unificada dos(as) SPFs em 23 de março, data já aprovada na atualização do calendário de mobilizações em Plenária Nacional realizada pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) e Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate), no dia 23 de fevereiro, que contou com a participação de representantes do ANDES-SN e da ADUA. 

 

Na reunião das Ifes foi levantada a importância das secretarias regionais e as seções sindicais reforçarem o convite para que os e as docentes participem das ações de caráter nacional do calendário do Fonasefe e que a agenda seja divulgada nos fóruns estaduais e regionais de servidoras e servidores e em outros espaços de articulação. Também foi encaminhada a proposta de que o Fonasefe elabore um boletim de construção da greve geral.

 

“Nossa principal tarefa para março é contribuir para a organização, lançamento e fortalecimento do Comando Nacional de Construção da Greve e dos Comitês Locais de Construção de Greve para tornar realidade o Dia Nacional de Mobilização, Paralisações e Manifestações em todo Brasil, no dia 16, e a deflagração da greve por tempo indeterminado, a partir do dia 23 de março. Primando pelos princípios do ANDES-SN, a construção da greve passa pela rodada nacional de assembleias gerais até 18 de março e pela reunião do pleno do Setor das Ifes no dia 21 de março, pois acreditamos que é pela base que se constrói um sindicato, que faremos a luta pela Campanha Salarial, em defesa da educação e dos serviços públicos, e pelo fim do governo Bolsonaro-Mourão”, afirmou a 1ª vice-presidente da Regional Nordeste II do ANDES-SN e integrante da coordenação do Setor das Ifes, Cristine Hirsch.

 

O governo federal precisa se posicionar sobre o reajuste até 4 de abril, prazo definido devido ao ano eleitoral. Até lá,a mobilização precisa ser fortalecida.

 

Retorno presencial

 

Quanto ao retorno das atividades presenciais nas universidades, institutos e Cefets, o encaminhamento foi fortalecer as iniciativas locais e nacional para o enfrentamento ao negacionismo e ao discurso anticientífico, com defesa do passaporte vacinal para o retorno seguro das atividades presenciais.

 

Outro ponto de decisão foi a ampliação do debate sobre os impactos da Resolução do CNJ nº 227/2016, que resguarda os e as servidores(as) quanto ao trabalho remoto e, neste sentido, mantém a luta contra a sobrecarga de trabalho decorrente das condições impostas pela pandemia.

 

Levantamento

 

Em pesquisa do ANDES-SN, foi identificado que na maioria Ifes e das Estaduais e Municipais (Iees/Imes) não há comissões de planejamento para os espaços físicos, e nenhuma ou pouca adaptação nos espaços físicos para o retorno presencial. As estratégias utilizadas estão sendo o distanciamento social e/ou o rodízio de estudantes nos espaços físicos.

 

Outro ponto percebido, na maioria dos casos, é que a responsabilidade para a adequação dos espaços físicos tem sido transferida pela gestão central das Instituições de Ensino Superior (IES) públicas para as unidades de cursos e departamentos.

 

A falta de espaços democráticos que envolvam a comunidade acadêmica nas decisões sobre o retorno presencial também foi outro ponto identificado.

 

Neste sentido, o ANDES-SN irá manter a defesa pela vida e pela saúde da comunidade acadêmica e, principalmente, da população local, regional e brasileira.

 

Agenda de lutas da Campanha Salarial:

 

08/03 – Dia Internacional de Luta das Mulheres

 

09/03 – Lançamento do Comando Nacional de Construção da GREVE (atividade virtual) e rodada de assembleias para instalação dos Comitês Locais de construção de greve

 

16/03 – Dia Nacional de mobilizações, paralisações e manifestações em todo Brasil, com ato em Brasília e nos Estados

 

18/03– Rodada de assembleias para definir o início da greve

 

21/03 – Reunião do setor das federais

 

23/03 - Indicativo para o início da GREVE GERAL POR TEMPO INDETERMINADO, respeitando as especificidades de cada entidade

 

01/04 – Ato em Porto Alegre (RS) pelas Liberdades Democráticas e em defesa dos serviços públicos

 

 

Fonte: com informações do ANDES-SN

 

Leia também: 

 

SPFs atualizam agenda de luta por reajuste salarial

 



Galeria de Fotos
 

 

COMENTÁRIO:


NOME:


E-MAIL:

 






energia solar manaus

Manaus/Amazonas
Av. Rodrigo Otávio Jordão Ramos, 6.200, Campus Universitário da UFAM, Setor Sul Coroado - CEP 69080-900 - Manaus/Amazonas

energia verde

CENTRAL DE ATENDIMENTO:
+55 92 4104-0031
+55 92  98138-2677
aduasindicato@gmail.com

ADUA DIGITAL