Av. Octávio Hamilton Botelho Mourão, 6.200, Campus Universitário UFAM, Setor Sul, bairro Coroado 1. CEP 69080-900

Whatsapp +55 92  98138-2677


Viva Melhor


   


  23/11/2021


Mobilização contra a PEC 32 no DF continua até recesso parlamentar de fim de ano



 

Até o recesso parlamentar de fim de ano, servidoras e servidores irão manter a pressão para derrotar a Reforma Administrativa (PEC 32/2020) de Bolsonaro e Guedes que quer acabar os serviços públicos. Nesta semana, as e os manifestantes cumprem agenda de mobilização desde segunda-feira (22) até sexta-feira (26), que inclui entre as atividades protestos no aeroporto de Brasília (DF), ato em frente ao Ministério da Economia e visita a gabinetes das e dos parlamentares.

 

Nesta terça (23), as e os participantes da Jornada de Lutas contra a PEC 32 realizam recepção às deputadas e aos deputados às 7h (horário de Brasília) no aeroporto da capital federal; às 11h, em defesa da Ciência e Tecnologia (C&T), servidoras e servidoras realizam um ato em frente ao Ministério da Economia. Já às 14h, a previsão é de protesto em frente ao Anexo II da Câmara das Deputadas e dos Deputados.  

 

Compra de votos

 

Como manobra para aprovar a Contrarreforma, o governo Bolsonaro tem comprado votos com negociações diretas de emendas e ameaças de não recebimento de verba para as e os que votarem contra a medida. Em entrevista ao Intercept Brasil, no dia 19, o deputado bolsonarista Delegado Waldir (PSL) explicou com detalhes como funciona o chamado “Bolsolão”. O parlamentar confirmou a compra de votos através do “orçamento secreto” e disse que quem governa o país “é o Lira, não é o Bolsonaro”.

 

O deputado falava de Arthur Lira, atual presidente da Câmara das Deputas e dos Deputados. Segundo Waldir, foram oferecidos R$ 10 milhões para ele e cada um de seus companheiros de sigla para elegerem Lira. Seja para articular votações ou blindando o presidente de 130 pedidos de impeachment, Lira é peça chave para a manutenção do governo, que usado o “orçamento secreto” como tática em inúmeras votações, incluindo a aprovação da “PEC dos Precatórios”.

 

A unificação da luta contra a Reforma Administrativa e contra a “PEC dos Precatórios” ou a “PEC do Calote” (PEC 23/2021) foi destacada na Plenária Nacional contra a PEC 32, realizada no dia 13 de novembro. A “PEC do Calote” foi aprovada, no dia 9, na Câmara, e segue para votação no Senado. As duas medidas ameaçam áreas sociais e os serviços públicos do país, principalmente nas áreas de Educação e Saúde. 

 

A Jornada de Lutas contra a PEC 32 em Brasília vem sendo realizada desde setembro deste ano com a participação direta do ANDES-SN. A ADUA também participou dos atos presenciais enviando comitivas para somar forças a luta contra a contrarreforma.

 

 

 

Atos nacionais

 

Com receio de sofrer um desgaste na eleição de 2022, Bolsonaro, Guedes e Lira querem aprovar a Reforma Administrativa ainda este ano. Por isso, para barrar essa medida é necessário manter a pressão sobre as e os parlamentares e construir grandes atos no país. Um novo Dia de Luta Nacional contra a Reforma Administrativa está sendo construído para o dia 8 de dezembro, nos estados e no Distrito Federal. Como preparação para os atos do 8D, será realizada uma live de mobilização, no dia 25 de novembro (quinta), às 18h30 (horário de Brasília), com transmissão no Youtube e Facebook da campanha Contra PEC 32.

 

 

Fonte: ADUA com informações do ANDES-SN, CSP-Conlutas e Contra a PEC

 

Leia também 

 

Jornada de Lutas contra a PEC 32 realiza ato em defesa de negros e negras

 



Galeria de Fotos
 

 

COMENTÁRIO:


NOME:


E-MAIL:

 






energia solar manaus

Manaus/Amazonas
Av. Octávio Hamilton Botelho Mourão, 6.200, Campus Universitário UFAM, Setor Sul, bairro Coroado 1. CEP 69080-900

energia verde

CENTRAL DE ATENDIMENTO:

+55 92  98138-2677
aduasindicato@gmail.com

ADUA DIGITAL